Oque é Ácido Hialurônico?

O ácido hialurônico é um componente produzido pelo organismo e está presente em todos os tecidos e órgãos conjuntivos, como pele, líquido sinovial, vasos sanguíneos, soro, cérebro, cartilagem, válvulas cardíacas e cordão umbilical. Contudo, a maior parte do ácido hialurônico presente no corpo está localizado na pele, onde representa 50% do total. Ele é responsável pelo volume, forma dos olhos e lubrificação das articulações, sendo normalmente produzido e degradado pelo organismo (1, 2).

Esse ácido é constituído por uma molécula chamada de hidrofílica, ou seja, que possui a capacidade de reter água de 500 a 1000 vezes o seu peso molecular e, por isso, é tão conhecido pela propriedade de hidratação da pele, onde está presente nos espaços entre as células tendo, além da função de hidratação, como já citado, também a função de preenchimento, colaborando assim para manter a pele lisa e elástica (3).

acido-hialuronico-tudo-que-voce-precisa-saber-conheca-suas-acoes-e-beneficios

Como o Ácido Hialurônico age na pele?

A nossa pele quando jovem é caracteristicamente lisa e elástica, contém muito ácido hialurônico. Com o avanço da idade, a produção de ácido hialurônico pelo organismo diminui, diminuindo também a hidratação e elasticidade da pele, o que contribui para o surgimento de rugas e linhas de expressão. Por exemplo, uma pessoa de 75 anos tem apenas um quarto da quantidade de ácido hialurônico na pele em comparação com uma pessoa de 19 anos (1, 4).

Considerando o papel do ácido hialurônico na pele, sugere-se que a migração dele para ela atue da seguinte forma na pele enrugada: na pele existem células chamadas fibroblastos. Eles são responsáveis por sintetizar fibras de colágeno, elastina e ácido hialurônico. Estudos In vitro mostraram que o ácido hialurônico foi capaz de promover a proliferação desses fibroblastos da derme e, como as células de fibroblastos estão crescendo, é possível suprimir as rugas promovendo a síntese de colágeno (1).

acido-hialuronico-tudo-que-voce-precisa-saber-conheca-suas-acoes-e-beneficios

 Quais as aplicações do Ácido Hialurônico? 

  • Formas de Administração

 As rugas da pele são formadas sob a influência de vários fatores, como envelhecimento, luz ultravioleta (UV) e ressecamento. Em particular, a degradação do colágeno e ácido hialurônico por danos causados por UV é uma das principais causas de rugas (5, 6).

De todos os ácidos envolvidos em tratamentos para a pele, é possível dizer que o hialurônico tornou-se um dos mais populares. Ele pode ser usado tanto em procedimentos clínicos, como em produtos para uso tópico e tratamentos para prevenir e minimizar os sinais de envelhecimento (3).

Dentre os procedimentos onde essa substância é a matéria-prima, estão os preenchimentos de bolsas na região dos olhos, de vincos e rugas, e os preenchimentos para repor volume na face e tratar a flacidez (3).

Embora o tratamento tópico, como a injeção de ácido hialurônico, tenha efeito rápido, o efeito será diminuído gradualmente.  Outra opção onde é possível aliviar as rugas e melhorar o aspecto da pele está no uso oral de suplementos de ácido hialurônico. No entanto, é necessário um maior tempo de tratamento; mas por outro lado,  o efeito será mantido tomando-o continuamente (1).

O ácido também está presente em dermocosméticos, como séruns, cremes e até protetor solar. Nos cosméticos de última geração ele surge em nanopartículas – tão pequenas que chegam às camadas mais profundas da pele, formando uma barreira poderosa para evitar a perda de água para o ambiente. Assim, melhora a hidratação e reforça as estruturas da pele, atuando ao lado das fibras elásticas e de colágeno na matriz extracelular. A firmeza depende tanto da sustentação promovida pelo colágeno quanto do volume proporcionado pelo ácido hialurônico (3).

acido-hialuronico-tudo-que-voce-precisa-saber-conheca-suas-acoes-e-beneficios

  • Tratamento de doenças reumatológicas

Além do uso na pele, o ácido hialurônico também é utilizado no tratamento de doenças reumatológicas como as artropatias inflamatórias crônicas, dentre elas a artrite reumatoide. São enfermidades que se não combatidas precocemente podem provocar lesão de todos os componentes articulares, inclusive do osso, o que pode promover além de dor, deformidades (7).

Os derivados do ácido hialurônico têm o seu uso indicado por meio de  infiltrações intra-articulares em articulações com artrose (osteoartrite), tendo efeito analgésico e anti-inflamatório local, sendo assim, mais um instrumento no combate à lesão articular e consequentemente à incapacidade dos pacientes reumáticos (7).

Sendo assim, o uso do ácido hialurônico vem se popularizando como um aliado tanto nos procedimentos estéticos, no combate dos sinais de envelhecimento cutâneo, quanto nos tratamentos de doenças reumatológicas específicas.

acido-hialuronico-tudo-que-voce-precisa-saber-conheca-suas-acoes-e-beneficios

Mariko Oe, et al, demostraram uma ingestão segura de ácido hialurônico via oral, de 200mg por dia, por 12 meses. Ela promoveu melhora do brilho e da elasticidade da pele e diminuição da proporção do volume das rugas. Além disso, sinalizaram a importância da ingestão contínua de ácido hialurônico, visto que a rotatividade da pele é de 28 dias; então, a funcionalidade por meio da ingestão oral exige uma ingestão contínua a longo prazo (1).Contudo e como consequência, a demanda por suplementos alimentares fontes de ácido hialurônico tem crescido a cada dia,  visto que os suplementos são fáceis de consumir continuamente e dão suporte ao corpo inteiro. Vários estudos confirmam os efeitos benéficos dos suplementos alimentares sobre a manutenção da pele saudável.

Referências Bibliográficas:
  1. Oe M, Sakai S, Yoshida H, Okado N, Kaneda H, Masuda Y, Urushibat O. Oral hyaluronan relieves wrinkles: a doubleblinded, placebo-controlled study over a 12-week period. Clinical, Cosmetic and Investigational Dermatology 2017:10 267–273.
  2. Laurent TC, Fraser JR. Hyaluronan. FASEB J. 1992;6(7):2397–2404.
  3. Sociedade Brasileira de Dermatologia:
  4.     http://sbdrj.org.br/catnoticias/o-efeito-antienvelhecimento-do-acido-hialuronico/
  1. Longas MO, Russell CS, He XY. Evidence for structural changes in dermatan sulfate and hyaluronic acid with aging. Carbohydr Res. 1987;159(1):127–136.
  2. Fisher GJ, Wang ZQ, Datta SC, Varani J, Kang S, Voorhees JJ. Pathophysiology of premature skin aging induced by ultraviolet light. N Engl J Med. 1997;337(20):1419–1428.
  3. Dai G, Freudenberger T, Zipper P, et al. Chronic ultraviolet B irradiation causes loss of hyaluronic acid from mouse dermis because of downregulation of hyaluronic acid synthases. Am J Pathol. 2007;171(5): 1451–1461.
  4. Sociedade Brasileira de Reumatologia:
  5.  https://www.reumatologia.org.br/orientacoes-ao-paciente/infiltracoes-intra-articulares/