Em sua opinião, boa alimentação é sinônimo de cortar radicalmente todas as gorduras e nunca mais comer um docinho? Então, está na hora de rever alguns conceitos!

Bons hábitos alimentares têm tudo a ver com organização. Por isso, um cardápio consciente e rico em nutrientes é aquele que mais faz bem ao nosso corpo. Mas você sabe qual é a melhor maneira para organizar sua alimentação? Fique atento às dicas e saiba que é possível ser saudável mesmo com a correria do dia a dia:

1)      Planeje-se: para manter uma dieta saudável, a palavra de ordem é “organização”. Segundo a nutricionista da Vital Âtman Larissa Marin, é importante ter o cardápio da semana sempre programado: “Quando planejamos as principais refeições da semana, fica mais fácil organizar os nutrientes que serão ingeridos, principalmente na correria do dia-a-dia, já que podemos pensar com calma no valor nutricional dos alimentos e fazer escolhas conscientes”, explica a especialista. Isso sem contar que essa organização alimentar pode oferecer uma economia de tempo e de dinheiro! Um benefício atrás do outro!

2)      Priorize o valor nutricional dos alimentos, não o valor calórico. Essa dica é importante porque nem sempre temos disponível o melhor alimento. Por isso, Larissa destaca: “É preciso sempre fazer escolhas conscientes com o que temos, priorizando o que o alimento tem de bom, já que nosso corpo precisa de vitaminas para se manter saudável”.

3)      “Prevenir é melhor do que remediar”. A nutricionista afirma que o melhor caminho para a saúde é manter hábitos alimentares saudáveis acompanhados de exercícios físicos. Seguindo esse princípio, é muito mais fácil alcançar uma melhor qualidade de vida, além de poder economizar com remédios e tratamentos de saúde.

4)      Coma de tudo um pouco. Uma dieta saudável prioriza alimentos saudáveis. Porém, isso não significa cortes radicais de alimentos. De acordo com a nutricionista, “todos os alimentos podem ser consumidos, desde que haja sempre moderação”. E, novamente, Larissa aconselha a escolha consciente: “Sempre que possível, é fundamental optar por alimentos menos nocivos. No caso dos doces, por exemplo, um chocolate com 85% de cacau é mais bem-vindo do que os tradicionais”. Outra dica da nutricionista é deixar os doces somente para o fim de semana. Viu só? Dá para comê-los de vez em quando! 😉

5)      Separe um tempo para as refeições. O tempo de nossas refeições é sagrado e deve ser respeitado. Por isso, quando for almoçar ou jantar, concentre-se no que está fazendo e esqueça os problemas. “Quando separamos um tempo para nossas refeições, temos a chance de mastigar melhor os alimentos e, assim, favorecer a digestão”, afirma a especialista. Isso sem contar que pausas como essas também podem fazer bem para nossa mente, pois ficamos menos ansiosos ao aproveitar o tempo com mais tranquilidade.