Pureza é a palavra de ordem na fabricação de óleos funcionais extraídos de sementes oleaginosas. Por isso, para garantir óleos 100% puros, não se pode adicionar qualquer solvente químico ou elevar a temperaturas da extração, resultando a pureza e a manutenção das propriedades funcionais das sementes. Quer conhecer a forma Vital de extração dos óleos? Então, confira o passo dessa legítima extração a frio:

1)      Controle de qualidade das sementes: O primeiro passo é a certificação de que as sementes que serão prensadas apresentam bom rendimento para a extração. “Sementes de bom rendimento são a garantia da qualidade final do óleo”, explica Cristina Prates, gerente de produção da Vital Âtman, indústria pioneira na extração a frio de óleos naturais . “Pedimos sempre 5 kg de cada semente para verificar, por meio de análises químicas em laboratório, o rendimento e a qualidade. Se passarem nesse primeiro teste, pedimos mais sementes que serão usadas na fabricação dos óleos”.

2)      Prensagem: Em seguida, as sementes certificadas passam pelas máquinas de extração a frio, que prensam morosamente a matéria-prima, extraindo o óleo e as tortas, que são uma espécie de bagaço do que sobra das sementes. Segundo a gerente, é preciso 5 kg de sementes para produzir 1 litro de óleo: “A prensagem a frio é um processo moroso, lento, já que o óleo demora dias para ficar pronto. Porém, o resultado final é um produto que preserva todas as características naturais das matérias-primas”.

3)      Cuidados diários: A Vital Âtman tem um cuidado especial e diário com suas máquinas: “Além de as máquinas ficarem em lugares de acesso restrito e higienizado, fazemos uma limpeza minuciosa, todos os dias, ao montar e desmontar as peças das máquinas” explica Cristina. “Isso também colabora para a qualidade e pureza de nossos produtos”, afirma a gerente.

4)      Controle da temperatura: Uma atenção especial também é dada à temperatura durante o processo de prensagem, pois a extração a frio não pode ultrapassar 60°C, preservando as propriedades naturais das sementes. “O cuidado com a temperatura é contínuo”, afirma a gerente.

5)      Nenhum aditivo químico: De acordo com Cristina, uma informação que precisa ficar bem clara é que não existe óleo “meio” funcional: “A simples adição de uma pequena quantidade de óleo refinado a um óleo genuinamente prensado a frio compromete em grande parte suas propriedades funcionais e terapêuticas”, afirma. Por isso, nenhum aditivo químico, tampouco temperaturas altas ou reaproveitamento de matéria-prima são utilizados na produção dos óleos da Vital Âtman, mantendo a forma natural das sementes.

6)      Decantação: Extraído o óleo por meio da prensagem a frio, é preciso decantar o produto para retirar a manteiga. “Dependendo da semente, o processo de decantação leva de 10 a 15 dias e é feito em tambores higienizados e específicos para esse fim”, explica a gerente. “O resultado final dessa decantação é o óleo em cima e a manteiga, mais densa, em baixo”. Quando esse processo termina, o óleo é filtrado e já está pronto para ser envasado.

7)      Envasamento: O cuidado que a Vital Âtman tem para manter todas as propriedades naturais dos óleos continua inclusive nas embalagens de seus produtos: “Além de terem um vidro bem escuro, cada garrafa recebe também um rótulo com proteção UV, protegendo os óleos dos raios solares, que podem alterar a composição do produto”, explica Cristina.