Fonte: mdemulher.abril.com.br

O que é fome oculta?

Esse termo diz respeito à carência não explícita de um ou mais micronutrientes – grupo que engloba as vitaminas e os minerais. Isso significa que você pode estar com deficiência de cálcio, ferro ou vitaminas do complexo B, por exemplo, e não perceber. “Não encontramos sinais clássicos de desnutrição, o que dificulta o diagnóstico”, explica a nutricionista Andréa Ramalho, professora titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

A origem do problema

“A fome oculta ocorre principalmente devido à dificuldade que encontramos, na nossa alimentação, de ingerir todos os micronutrientes”, revela o médico Durval Ribas Filho, presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran). E isso se deve ao fato de os nossos hábitos alimentares serem, em geral, pobres em frutas, verduras e legumes e ricos em itens industrializados. Segundo a pesquisa Manifesto do Corpo Saudável, desenvolvida pela Abran, em parceria com a farmacêutica Pfizer, apenas um em cada três brasileiros ingerem as porções diárias recomendadas de alimentos saudáveis. Em contrapartida, 47% declaram consumir produtos industrializados mais de três vezes por semana.

Consequências

A carência de vitaminas e minerais, no longo prazo, pode trazer males como doenças cardiovasculares, câncer e diabetes. No dia a dia, a fome oculta pode ser a causa de problemas que interferem bastante na rotina, mas que você nem imagina que tenham relação com os alimentos que coloca no prato. O estudo da Abran e da Pfizer aponta oito deles. Confira a seguir.