Alguma vez você já doou sangue? Já é doador de sangue ou pelo menos pensou no assunto? É um gesto simples que pode salvar muitas vidas.

Aproveitamos a oportunidade para falar sobre isso, pois todos os anos, no dia 14 de junho, países de todo o mundo comemoram o “Dia Mundial do Doador de Sangue”.

O evento serve para agradecer aos doadores de sangue voluntários e aumentar a conscientização sobre o assunto para quem nunca doou.

A campanha alerta também sobre a necessidade de doações regulares de sangue para garantir a qualidade, segurança e o estoque de sangue e produtos sanguíneos para pacientes necessitados.

No Brasil, o número de doadores é considerado baixo, apenas 1,8% da população, quando o recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) é de 3 a 5%.

No inverno esse número cai mais ainda, pois muitas pessoas viajam e outras ficam doentes com gripes ou resfriados e nesse caso a doação deve ser evitada.  

Salvando vidas

sangue

Apenas para se ter uma ideia, uma bolsa de sangue de 450 ml pode salvar até quatro vidas, isso porque o sangue é derivado em componentes como plaquetas, leucócitos, hemácias e plasma. Cada um tem uma função própria, e o paciente os recebe de acordo com sua necessidade.  

O sangue (e seus derivados) pode ajudar pacientes que sofrem de doenças graves como leucemia e também é usado em cirurgias e em emergências médicas como acidentes de carro, por exemplo.

Posso ser doador?

sangue2

O primeiro passo é procurar um hemocentro. Lá você irá preencher um cadastro e responder algumas perguntas. Depois disso é feito teste de anemia (com uma gotinha de sangue do seu dedo) e uma checagem da pressão e batimentos cardíacos.

Em seguida, você passa por uma entrevista para saber se o seu sangue pode trazer algum prejuízo para o receptor.

Não podem doar, por exemplo, pessoas com o vírus HIV, hepatites e doença de chagas.

Mas em geral, se você está em boas condições de saúde, tem entre 16 e 69 anos e pesar no mínimo 50 quilos, é possível sim, fazer a doação.  

Mitos

Pode ser que você já tenha ouvido alguns mitos sobre doar sangue. Os principais são:

– doar sangue engorda ou emagrece;

– afina ou engrossa o sangue;

– uma vez que você doou, terá que doar para sempre;

– poderá contrair doenças;

– seu organismo ficará enfraquecido;

Ou seja, nada disso é verdade. Doar sangue não causa nenhum prejuízo ao doador.

Se você está disposto a fazer um gesto de caridade e doar sangue, procure o hemocentro da sua cidade e faça a sua doação. Lá também é possível tirar qualquer dúvida que você tiver a respeito do assunto.

Lembre-se de que doar sangue é um ato de amor!

Aproveite para compartilhar essa mensagem com seus amigos e familiares e assim aumentar o número de doadores de sangue! Afinal, compartilhar solidariedade é fundamental!

Referências
who.int/bloodsafety
prosangue.sp.gov.br
hemominas.mg.gov.br
drauziovarella.uol.com.br
agenciabrasil.ebc.com.br
blog.saude.gov.br