Os óleos que você utiliza para cozinhar todos os dias são extraídos de sementes, frutas e nozes. Desde o azeite até o óleo de gergelim, a forma de extração tem um efeito direto no sabor e principalmente no valor nutricional dos óleos.

Usar o calor para extrair o óleo pode aumentar a produção, mas o calor pode prejudicar seu sabor e qualidade nutricional. O método de prensagem e extração a frio produz óleos de qualidade superior, embora em quantidades menores.

Processo de extração a frio (Cold Process)

Extração de óleo através de prensagem a frio envolve a moagem da semente ou amêndoa,  forçando o óleo para fora. Existem prensas de vários de tamanhos, de pequenas dimensões para uso doméstico a grandes prensas comerciais. As sementes são deixadas cair no interior de um cilindro que contém uma rosca sem fim, esta rosca mói e esmaga as sementes em uma câmara de compressão, até que o óleo é extraído. O óleo sai por pequenos furos no cilindro e é recolhido em um recipiente apropriado. Embora um pouco de calor seja gerado através da fricção quando a rosca quebra as sementes, geralmente não é calor suficiente para danificar o óleo – e por esse motivo tem de haver um monitoramento constante da temperatura, pois a extração a frio não pode ultrapassar 60ºC, preservando as propriedades naturais das sementes.

temperatura

Temperatura no processo de extração a frio

A prensagem a frio é o único método de extração que garante um óleo 100% puro e natural. É uma forma simples de se conseguir o óleo de sementes e nozes, já que é, basicamente, a matéria-prima prensada. É também um método moroso e lento, já que são necessários, em média, cinco quilos de matéria-prima para produzir apenas um litro de óleo.

Propriedades funcionais preservadas

Por serem considerados puros e  ricos em ômegas (que são tipos de ácidos graxos essenciais de que o nosso corpo necessita para manter o bom funcionamento de cada célula) os óleos prensados a frio são considerados alimentos funcionais.

Não existe óleo meio funcional, e isso precisa ficar claro! A simples adição de uma pequena quantidade de óleo refinado a um óleo genuinamente prensado a frio compromete em grande parte suas propriedades funcionais e terapêuticas. Assim, óleos refinados ou óleos montados no comércio não apresentam propriedades funcionais.

Por isso, nenhum aditivo químico, tampouco temperaturas altas ou reaproveitamento de matéria-prima são utilizados na produção dos óleos da Vital Âtman, mantendo as propriedades naturais das sementes.

O resultado dessa extração é a pureza dos óleos em seu estado isomérico cis-cis, ou seja, moléculas de ácidos graxos ativas, preservando a natureza e características dos ômegas.

Cis x Trans

No passado, os óleos comestíveis ricos em ácidos graxos poli-insaturados (AGPI) eram obtidos por prensagem de sementes a frio, conservando as suas propriedades nutritivas. Por terem um alto grau de saturação, oxidam-se facilmente, daí ocorrem problemas para estocagem e distribuição, limitando seu emprego comercial.

Atualmente, um método para melhorar a estabilidade e aumentar a durabilidade dos óleos em geral, na extração, além da prensagem, as indústrias passaram a usar solventes químicos para retirar o óleo, o que permite um rendimento maior.

Na refinação, ocorrem várias operações. Uma delas, a hidrogenação consiste na introdução de hidrogênio nas duplas ligações dos ácidos, formando novos ácidos, diferentes dos originais, saturados e insaturados.

Quanto mais saturado um ácido, mais ele se combina com o hidrogênio, e sendo o Ácido Linolênico o mais insaturado, acaba sendo o mais prejudicado neste processo.

Os Ácidos Graxos Essenciais normais, têm fórmula espacial na posição cis, que é natural; no processamento desses ácidos, ocorre uma mudança na fórmula primitiva, aparecendo isômeros de configuração trans, que é outro ácido, não existente nos óleos naturais. Podem aparecer também alguns isômeros cis não originais, mas a forma trans é a mais abundante e a mais estável para fins comerciais, tanto é que técnicos fazem tentativas deliberadas durante a produção para fabricar mais trans-ácidos. Para termos uma ideia, os óleos comestíveis comercializados, chegam a ter de 20% a 50% destes ácidos!

Prensagem a frio, respeito com a sua saúde

A prensagem a frio tem tudo a ver com o puro respeito e o compromisso com a saúde que empregamos em nossa produção. A Vital Âtman é pioneira na garantia da pureza e manutenção das propriedades funcionais de seus produtos, pois mantém todas as qualidades de um óleo de primeira pressão, a frio, sem adicionar absolutamente nada.

Conheça o método de extração a frio em nossa fábrica