Sabe aquelas coisas que a gente só percebe quando faltam? Assim é com nosso sistema imunológico! Quando ele está funcionando bem a gente nem nota, mas basta cair nossa imunidade que aparecem doenças como alergia, asma, gripe, herpes, entre outras.

Acontece por que estamos continuamente expostos a organismos que são inalados, engolidos ou que habitam nosso corpo e quando o sistema imunológico está funcionando corretamente ele nos protege dessas doenças.

Mas o que é o sistema imunológico?

O sistema imunológico é uma rede interativa de órgãos, células e proteínas que protegem o corpo contra vírus e bactérias ou quaisquer substâncias estranhas. O sistema imunológico neutraliza e remove patógenos como bactérias, vírus, parasitas ou fungos que penetram no corpo, além de substâncias nocivas do meio ambiente e combatem as próprias células do organismo que sofrem alterações devido a uma doença.

As células do sistema imunológico se originam na medula óssea, migram para proteger os tecidos periféricos, circulando no sangue e no sistema especializado de vasos chamado sistema linfático.

Para que as defesas naturais do nosso corpo funcionem sem problemas, o sistema imunológico deve ser capaz de diferenciar entre células, organismos e substâncias “próprias” e “não-próprias”. Substâncias “não próprias” são chamadas de antígenos, que incluem as proteínas nas superfícies de bactérias, fungos e vírus. Quando as células do sistema imunológico detectam a presença de um antígeno, o sistema imunológico lembra as memórias armazenadas para se defender rapidamente contra patógenos conhecidos.

saiba-como-melhorar-seu-sistema-imunologico

No entanto, nossas próprias células também têm proteínas de superfície e é importante que o sistema imunológico não funcione contra elas. Normalmente, o sistema imunológico já aprendeu, em um estágio anterior, a identificar essas proteínas de células como “eu”, mas quando identifica seu próprio corpo como “não-eu”, isso é chamado de reação autoimune.

O que é surpreendente sobre o sistema imunológico, é que ele está constantemente se adaptando e aprendendo para que o corpo possa lutar contra bactérias ou vírus que mudam com o tempo.

Existem duas partes do sistema imunológico – nosso sistema imune inato funciona como uma defesa geral contra patógenos, e nosso sistema imunológico adaptativo que tem como alvo patógenos muito específicos com os quais o corpo já tem contato. Esses dois sistemas imunológicos se complementam em qualquer reação a um patógeno ou substância nociva.

Conheça agora 10 substâncias que ajudam a fortalecer o sistema imunológico

1 – Vitamina D3

saiba-como-melhorar-seu-sistema-imunologico-1

A vitamina D3 pode modular as respostas imunes inatas e adaptativas. A deficiência de vitamina D3 está associada ao aumento da autoimunidade, bem como a uma maior suscetibilidade à infecção.

Pesquisas do Instituto de Pesquisa Médica Manhasset, em Nova Iorque (EUA), mostram que a vitamina D3 trabalha para manter a tolerância e promover a imunidade protetora. Os estudos associam níveis mais baixos de vitamina D3 com aumento da infecção.

Um estudo conduzido no Massachusetts General Hospital incluiu 19.000 participantes. Ele mostrou que indivíduos com níveis mais baixos de vitamina D eram mais propensos a relatar uma infecção recente do trato respiratório se comparado àqueles com níveis suficientes dessa substância.

Saiba mais sobre os benefícios da Vitamina D3 para seu sistema autoimune

2 – Orégano

O óleo essencial de orégano prensado a frio é conhecido por suas propriedades de cura e reforço imunológico. Ele combate as infecções naturalmente devido aos seus compostos antifúngicos, antibacterianos, antivirais e antiparasitários. Um estudo publicado na “Critical Reviews em Food Science and Nutrition” descobriu que os principais compostos presentes no orégano são responsáveis por sua atividade antimicrobiana e incluem o carvacrol e o timol.

Outros estudos da Universidade de Karachi, no Paquistão, descobriram que o óleo de orégano prensado a frio exibiu atividade antibacteriana contra várias espécies de bactérias, incluindo B. laterosporus e S. saprophyticus.

3 – Própolis Verde

A própolis verde é especialmente rica em um tipo de flavonoide chamado Artepillin C. Ela possui uma significativa ação antioxidante, anti-inflamatória e antibacteriana Diferentemente do que ocorre com os antibióticos produzidos em laboratórios, as bactérias não desenvolvem resistência à própolis. Por isso, ela é indicada para tratar doenças como anginas, amigdalites, faringite, laringite, gengivite, estomatites, abcesso dentário, sinusites, bronquites, pneumonias, gripes, rinites e muitas outras doenças.

Além de ser muito indicada para o tratamento de bactérias, a própolis mostra-se muito eficiente para combater alguns tipos de vírus, como os que causam herpes, gripes, resfriados e conjuntivite.

Existem no mercado vários tipos de própolis verde. Porém, o de melhor qualidade é o extraído pelo método Wax Free, que retira as impurezas e as separa da cera, deixando apenas os componentes mais puros.

3 – Probióticos

saiba-como-melhorar-seu-sistema-imunologico-5

Pessoas com sistema imunológico enfraquecido precisam de probióticos. Os probióticos são boas bactérias que ajudam a digerir os nutrientes que aumentam a desintoxicação do cólon e sustentam o sistema imunológico.

Pesquisas publicadas em “Critical Reviews em Food Science and Nutrition” sugerem que organismos probióticos podem induzir diferentes respostas de citocinas. A suplementação de probióticos na infância pode ajudar a prevenir doenças imunomediadas na infância, melhorando o sistema imune da mucosa intestinal e aumentando o número de células imunoglobulinas e células produtoras de citocinas nos intestinos.

4 – Equinácea

Muitos dos componentes químicos da equinácea, uma planta herbácea, são poderosos estimulantes do sistema imunológico que podem fornecer um valor terapêutico significativo.

Pesquisas feitas pela Universidade de Cardiff (Reino Unido) mostram que um dos benefícios mais significativos da equinácea é o seu efeito em infecções recorrentes.

Um estudo realizado na Universidade de Wisconsin Medical School, descobriu que a equinácea tem atividades imunomoduladoras significativas. Depois de muitos estudos, os pesquisadores descobriram que a equinácea tem vários benefícios, incluindo a imunoestimulação, especialmente no tratamento da infecção respiratória alta aguda.

5 – Gengibre

saiba-como-melhorar-seu-sistema-imunologico-6

A medicina ayurvédica já conhece a capacidade do gengibre de melhorar o sistema imunológico há muito tempo. Acredita-se que o gengibre ajuda a quebrar o acúmulo de toxinas em nossos órgãos devido a seus efeitos de aquecimento. Também é conhecido por limpar o sistema linfático, nossa rede de tecidos e órgãos que ajuda a livrar o corpo de toxinas, resíduos e outros materiais indesejáveis.

O óleo essencial de raiz de gengibre e o gengibre podem tratar uma ampla gama de doenças com sua imunonutrição e respostas anti-inflamatórias. Pesquisas feitas pela Universidade de Isfahan, no Irã, mostram que o gengibre tem potencial antimicrobiano, o que ajuda no tratamento de doenças infecciosas.

6 – Ginseng

A planta do ginseng, pertencente ao gênero Panax, pode ajudar a melhorar o sistema imunológico e combater infecções. As raízes, caules e folhas de ginseng têm sido usados para manter a homeostase imune e aumentar a resistência a doenças ou infecções.

O ginseng melhora o desempenho do sistema imunológico, regulando as células imunológicas, incluindo macrófagos, células dendríticas, células T e células B. Também possui compostos antimicrobianos que funcionam como um mecanismo de defesa contra infecções bacterianas e virais. Essas informações são da Universidade de Chung-Ang, na Coréia.

Outro estudo,  publicado no American Journal of Chinese Medicine descobriu que o extrato de ginseng teve sucesso em respostas de anticorpos antígeno-específicos quando administrado por via oral.

Anticorpos ligam-se a antígenos, como toxinas ou vírus, e impedem que eles entrem em contato e prejudiquem as células normais do corpo. Por causa da capacidade do ginseng de desempenhar um papel na produção de anticorpos, ele ajuda o corpo a combater micro-organismos invasores ou antígenos patogênicos.

DICAS DE SAÚDE

Vital Inib F – Vitamina E com Óleos de Coco e Orégano

Desenvolvido a partir da sugestão de especialistas da área da saúde, o Vital Inib F contém os puros óleos de coco e de orégano prensados a frio, que podem auxiliar a fortalecer o sistema imune graças às ricas propriedades antibacteriana, antifúngica e antiviral que apresentam. Dessa forma, o Vital Inib F pode ser utilizado para ajudar na prevenção de doenças, como candidíase, infecções intestinais, gripes, úlceras estomacais e intoxicações alimentares.

Vital Real – Vitamina E com Óleos de Linhaça, Gergelim e Própolis Verde

Desenvolvido a partir da própolis verde, uma exclusividade brasileira e uma das melhores própolis do mundo, o Vital Real possui alta concentração de artepellin C, um componente bioativo importante que pode auxiliar no fortalecimento do sistema imunológico, e compostos antioxidantes – da Vitamina E e do óleo de Gergelim – e anti-inflamatórios – do óleo de linhaça. Todo o processo de extração da própolis verde é feita pelo método Wax Free, que retira as impurezas, deixando apenas os componentes bioativos. Já os óleos de gergelim e linhaça são extraídos por prensagem a frio, único método que garante a manutenção das propriedades funcionais dos óleos.

Se você gostou desse conteúdo, repasse-o para seus amigos e familiares, afinal compartilhar saúde é Vital.

Referências:

Ashraf, R., & Shah, N. P. (2014). Immune System Stimulation by Probiotic Microorganisms. Critical Reviews in Food Science and Nutrition, 54(7), 938–956

Barrett, B. (2003). Medicinal properties of Echinacea: A critical review. Phytomedicine, 10(1), 66–86.

Jawad, M., Schoop, R., Suter, A., Klein, P., & Eccles, R. (2012). Safety and Efficacy Profile ofEchinacea purpureato Prevent Common Cold Episodes: A Randomized, Double-Blind, Placebo-Controlled Trial. Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine, 2012, 1–7.

Rodriguez-Garcia, I., Silva-Espinoza, B. A., Ortega-Ramirez, L. A., Leyva, J. M., Siddiqui, M. W., Cruz-Valenzuela, M. R., … Ayala-Zavala, J. F. (2015). Oregano Essential Oil as an Antimicrobial and Antioxidant Additive in Food Products. Critical Reviews in Food Science and Nutrition, 56(10), 1717–1727.

A Própolis Verde e Suas Propriedades

Conheça os principais benefícios do chamado Ouro Verde da Natureza em um único e-book

Baixe gratuitamente o e-book: A Própolis Verde e Suas Propriedades

Baixe nosso E-book grátis