Cupom 15% OFF
Procurando data

óleos funcionais

Ômegas, Saúde 30 de novembro de 2016

Por que você deve usar um suplemento de óleo de peixe?

Tanto se fala sobre os benefícios do óleo de peixe, mas você sabe realmente em quê essa gordura boa pode te ajudar? O que garante a principal qualidade do Óleo de Peixe para a nossa saúde é a sua composição rica em ômega-3, um ácido graxo poli-insaturado essencial para o bom funcionamento do corpo.

Destaques, Eu Bem Melhor, Faz Bem Estar Bem, Isso é Vital 19 de janeiro de 2016

Para que serve o Ômega 3?

Embora seja um assunto muito comentado, muitos ainda não conhecem o Ômega 3, não sabem para que serve, nem quais são seus benefícios.

O corpo humano é capaz de produzir a maioria das gorduras que necessita, porém para um melhor funcionamento, precisa também de outras gorduras. Este é o caso de ômega 3 (ácidos graxos) que são gorduras essenciais – o corpo não pode produzi-lo, e deve ser obtido a partir de alimentos. Os alimentos ricos em ômega 3 incluem peixes, óleos vegetais, nozes, sementes de linhaça, óleo de linhaça, chia e vegetais folhosos. Mas não é só isso!  A quantidade ingerida através dos alimentos muitas vezes não é suficiente, sendo necessário assim o uso de um bom suplemento alimentar.

O que é o Ômega 3?

O ômega 3 é um ácido graxo poli-insaturado, com nutrientes fundamentais para o seu corpo.

É composto por 3 gorduras: o ALA (ácido alfa linolênico) encontrado em sementes, como linhaça, chia, nozes, castanhas e hortaliças verdes (como couve e brócolis) e os presentes principalmente no óleo de peixe: O EPA (ácido eicosapentaenóico)  E O DHA (docosahexaenóico).

Para que serve?

O que torna o ácido graxo ômega 3 especial?

Além de ser considerado uma gordura boa, ele é parte integrante das membranas celulares por todo o corpo e afeta a função dos receptores de células nestas membranas. Eles fornecem o ponto de partida para a produção de hormônios que regulam a coagulação sanguínea, contração e relaxamento das paredes das artérias, e inflamações. Eles também se ligam a receptores em células que regulam a função genética. Devido a estes efeitos, os ácidos graxos ômega 3 são utilizados para ajudar a prevenir doenças cardíacas e derrames, podem ajudar a controlar o lúpus, eczema, e artrite reumatoide, e podem desempenhar funções de prevenção do câncer e outras doenças. Outra curiosidade: 60% do cérebro humano é composto por gordura, sabia?

Quais são os benefícios?

Ômega 3 trabalha de diversas maneiras no nosso corpo:

  • Coração – Ele ajuda a prevenir arritmias, auxilia na redução de placas de gordura no interior das paredes das artérias, na diminuição da coagulação do sangue, na redução dos triglicerídeos (gordura no sangue), no aumento do HDL (colesterol bom) e diminuição da inflamação.
  • Cérebro Os ácidos graxos são necessários para o ótimo funcionamento dos neurônios, proteção das células, prevenção da morte das células e melhora da transmissão nervosa. Pesquisas apontam que o ômega 3 pode aumentar os níveis de serotonina e dopamina – produtos químicos do cérebro, diminuindo a depressão e violência. O ômega 3 pode ajudar a proteger contra a doença de Alzheimer e demência, e tem um efeito positivo sobre a perda de memória associada ao envelhecimento gradual. Estudos comprovam que o ômega 3 auxilia também na concentração!
  • Ossos –  densidade óssea pode também ser melhorada pela ingestão de ômega 3.
    Segundo Bruce Watkins professor de nutrição na Universidade de Purdue “A osteoporose é menor em populações que comem mais peixe (marinhos, de águas profundas) como os asiáticos, quando comparado aos europeus que comem mais alimentos que contenham cálcio”.
  • Pele – a pele também pode se beneficiar do ômega 3. Os estudos de laboratório descobriram que o ômega 3 suprime a hiper proliferação de células da pele, que causa a psoríase. Quando os pesquisadores testaram o impacto de ômega 3 em pessoas com psoríase, após 10 semanas, 60% dos indivíduos experimentaram uma diminuição na área da pele afetada pela doença e uma diminuição na proliferação celular e inflamação da pele. O Ômega 3 com seus ácidos graxos vitais e com propriedades anti-inflamatórias, auxilia também no tratamento e prevenção de doenças de pele como acne e alergias. A ingestão de ômega 3 está associada ao risco reduzido de câncer de pele, pois sua ingestão mantém a imunidade alta mesmo após exposição aos raios UV. Os ácidos graxos podem atuar como hidratantes naturais que revitalizam a pele seca de dentro para fora, proporcionando uma pele saudável e bonita.
  • Gravidez – ômega 3 se mostra essencial para um melhor desenvolvimento visual e neurológico do bebê. No entanto, a dieta ocidental padrão é gravemente deficiente nestes nutrientes críticos. Esta deficiência alimentar é agravada pelo fato de que as mulheres grávidas se esgotam em ômega 3, porque o feto o utiliza para o desenvolvimento de sistema nervoso.
    Ômega 3 também é utilizado após o nascimento para produção de leite materno. Com cada gravidez subsequente, as mães são ainda mais exauridas. A pesquisa confirmou que a adição de EPA e DHA à dieta de mulheres grávidas tem um efeito positivo no desenvolvimento visual e cognitivo do bebê. Os estudos mostraram também que um maior consumo de ômega 3 pode reduzir o risco de alergias em crianças. Os ácidos graxos ômega 3 têm efeitos positivos sobre a própria gravidez. O aumento da ingestão de EPA e DHA tem se mostrado positivo para prevenir o trabalho de parto precoce e diminuir o risco de pré-eclampsia. A deficiência de ômega 3 também aumenta o risco de depressão pós parto.
  • Lúpus – os ácidos graxos auxiliam no processo anti-inflamatório das células,  podem ajudar a reduzir a atividade da doença e melhorar a função dos vasos.
  • Emagrecimento – O ômega 3 ativa uma proteína celular chamada PPAR-gama. Acelerada, ela melhora a atuação da insulina nas células, facilitando sua tarefa de converter açúcar em energia. Ele regula os níveis de leptina, favorecendo ainda mais o controle do apetite. Em resumo, embora economizar nas calorias ajude a emagrecer de qualquer maneira, o ômega 3 é essencial para regular a queima dos depósitos gordurosos e a fome, o que evita ataques à geladeira e potencializa a eliminação de medidas.
  • O ômega 3 pode ainda ajudar a prevenir diabetes tipo 2 e melhorar os efeitos da diabetes através da redução da resistência à insulina.
  • Os EUA Food and Drug Administration aprovaram recentemente ômega 3 para as fórmulas infantis por causa da esmagadora evidência de que ele melhora a cognição e o desempenho visual em crianças. (O leite materno fornece naturalmente, especialmente quando a mãe come regularmente peixe proveniente de águas marinhas profundas, tais como salmão, arenque, atum e sardinha.)
  • Doenças inflamatórias tais como artrite reumatoide, colite ulcerativa e doença de Crohn também podem melhorar com a suplementação de ômega 3.

Para escolher um bom Ômega 3, devemos levar em conta que para ter um papel nutricionalmente funcional, deve ser extraído a frio.
Os ômegas derivados de peixe, devem ser provenientes de peixes marinhos de águas frias e profundas, e livre de metais pesados.

Quer saber mais sobre o Ômega 3? Acompanhe nossos próximos posts!

Destaques, Eu Bem Melhor, Faz Bem Estar Bem 6 de novembro de 2014

Óleo de sementes de abóbora e a prevenção do câncer de próstata

O Óleo de Sementes de Abóbora, quando prensado a frio, pode ser um excelente coadjuvante no tratamento e na prevenção do câncer de próstata.

Para falar mais sobre o assunto, a Vital Âtman compartilha um artigo de autoria da nutricionista clínica Dra. Alessandra Scutellaro.

 

Propriedades da abóbora X Câncer de próstata

Com o aumento da expectativa de vida e o crescente aparecimento de doenças crônicas, como obesidade, aterosclerose, hipertensão, osteoporose, diabetes e câncer, há uma preocupação maior por parte da população e dos órgãos públicos com a saúde e a alimentação.

Hábitos alimentares adequados, como o consumo de alimentos pobres em gorduras saturadas e ricos em fibras, presentes em frutas, legumes, verduras e cereais integrais, juntamente com um estilo de vida saudável – exercícios físicos regulares, ausência de fumo e moderação no álcool –, passam a ser peça chave na diminuição do risco de doenças e na promoção de qualidade de vida, desde a infância até o envelhecimento.

O papel da alimentação equilibrada na manutenção da saúde tem despertado interesse pela comunidade científica, que tem produzido inúmeros estudos com o intuito de comprovar a atuação de certos alimentos na prevenção de doenças.

 

Óleo de Abóbora

As propriedades funcionais da abóbora ganham destaque nos tempos modernos. Utilizada inicialmente pela medicina popular como bom meio diurético e vermífugo (devido ao óleo extraído das sementes), o fruto atualmente é considerado um alimento nutracêutico, graças à sua composição em fitonutrientes.

Rico em vitamina A e vitaminas do complexo B, minerais com o cálcio, ferro, potássio, fósforo e selênio, além de ácidos graxos ômega 6, a abóbora oferece também pigmentos carotenoides, tais como alfacaroteno e o betacaroteno, que agem como antioxidantes lipofílicos.

O óleo da semente de abóbora possui propriedades antioxidantes por ser abundante em vitamina E. A vitamina E age como antioxidante, prevenindo a propagação das reações dos radicais livres nas membranas biológicas. Essa propriedade tem levado estudiosos a avaliar a sua habilidade para a prevenção de doenças crônicas, especialmente aquelas relacionadas ao estresse oxidativo.

Os fitoquímicos da abóbora foram associados à prevenção do câncer de próstata e destacados para vários estudos em campos de pesquisa relacionados à doença. O câncer de próstata é considerado um dos principais problemas de saúde pública no Brasil já que é o quarto tipo de câncer mais mortal e o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens, apresentando altas taxas de incidência e mortalidade.

Em todo o mundo, cientistas estão estudando os efeitos de alguns alimentos no combate do câncer de próstata. De um lado, podem estar associadas ao aumento do risco de câncer de próstata dietas muito calóricas e uma alta ingestão de carnes vermelhas, gorduras e leite. De outro lado, cientistas têm apontado alguns alimentos como benéficos para a prevenção e tratamento dessa doença.

 

Próstata + óleo de abóbora

As propriedades descongestionantes do óleo extraído das sementes de abóbora passaram a ser, nos casos de adenoma da próstata, parte do tratamento, visando o conforto urinário e possíveis alterações na próstata.

Atualmente tem sido considerado um dos melhores produtos naturais para o tratamento e a prevenção de problemas da próstata. Seus componentes graxos e alta concentração de zinco melhoram a tonicidade dos músculos da bexiga, descongestionando a próstata. Graças ao método de extração por meio de fluido super crítico, consegue-se atualmente obter um óleo de qualidade excepcional. Esse método de extração é ecológico, sem perigo e apresenta todas as garantias de segurança para o consumidor. E o óleo fornece uma grande quantidade ( 50%) de ácido linoleico, uma das duas gorduras “boas” que o organismo humano não produz.

O poder antioxidante e dos fitoesteróis presentes no óleo de abóbora inibem a inflamação ou o crescimento do tecido prostático (hiperplasia benigna da próstata), que está na origem de problemas de micção. Foram obtidos excelentes resultados em doentes com alterações da próstata (homens) ou infecções urinárias (mulheres) tratados com óleo de abóbora. Pesquisas científicas têm provado que o óleo contido nas sementes de abóbora possui positivos efeitos no tratamento de problemas da vesícula (congestão e cálculos) e próstata (hiperplasia).

Na Alemanha, especificamente, mais de 50% dos urologistas utilizam derivados de abóbora na terapêutica dos seus pacientes. Análises químicas e estudos farmacológicos indicam que o óleo extraído das sementes apresenta efeito anti-inflamatório ao interferir na formação de prostaglandinas pró-inflamatórias.

O tratamento desse problema, que causa incômodo e tira a qualidade de vida do homem, feito com o óleo de abóbora é uma prática corrente em toda a Europa e tem sido comprovado por vários trabalhos científicos.

De acordo com pesquisas da Universidade Johns Hopkins, homens que ingerem vitamina E, selênio, betacaroteno e licopeno diariamente, presente em cerca de 4 mg de óleo de abóbora ou ¾ de xícara de polpa com semente, apresentam redução de 36% a 75% na incidência da doença.

 

Alessandra Scutellaro, Nutricionista clínica.

Fonte: www.lizankamarinheiro.com/propriedades-da-abobora-x-cancer-de-prostata

Delícia!, Eu Bem Melhor, Faz Bem Estar Bem 25 de janeiro de 2013

Prevenção de câncer – 100% natural

Você sabia que, além de nutritivos, os óleos funcionais prensados a frio podem ser grandes aliados na prevenção contra diversos tipos de câncer, como o de próstata? Fora esse benefício, o uso de tais óleos possibilita que, de uma maneira natural, a saúde do corpo todo fique em dia.

E, já que a notícia é boa, procuramos a nutricionista Larissa Marin,  da Vital Âtman, uma fábrica especializada na produção e venda do óleos 100% naturais para abordar todos esses benefícios. Veja a entrevista:

Larissa, qual óleo funcional pode ser indicado para a prevenção de câncer?

Todos os óleos prensados a frio são excelentes, pois são extraídos de forma 100% natural e, por isso, mantêm as propriedades naturais de seus nutrientes. Porém o óleo de sementes de abóbora é o mais indicado para esse objetivo, já que é rico em beta sitosterol, um composto funcional que pode prevenir o câncer de uma forma geral. Estudos científicos também relacionam diretamente o consumo desse óleo à prevenção em tratamentos do câncer de próstata.

Que outros benefícios o óleo de sementes de abóbora pode trazer à saúde?

Assim como todos os óleos prensados a frio, o de sementes de abóbora oferece nutrientes essenciais para nossas células e apresenta ação cardioprotetora. Além disso, esse óleo pode ser usado em tratamentos de infecção urinária e até como um vermífugo natural, sendo indicado, inclusive, para as crianças, como uma alternativa natural e eficaz, já que os vermífugos tradicionais podem agredir muito o fígado.

E o sabor desse óleo, é agradável?

De forma geral, observo que o sabor do Óleo de Sementes de Abóbora é bastante apreciado. Ele combina bastante com batata, assados e massas – fica uma delícia! No site da Vital Âtman é possível encontrar um livro com algumas sugestões de receitas com todos os óleos.

Óleo de Sementes de Abóbora Vital ÂtmanConheça o Óleo de Sementes de Abóbora da Vital Âtman, 100% puro, é prensado a frio, conservando todas as propriedades funcionais da semente.

css.php